Buscar na Web

Seja bem Vindo,
Domingo, 30 de abril de 2017.


Em Macapá, Paróquia Nossa Senhora do Rosário realiza 11° Romaria da Juventude

Ritual de Iniciação à Vida Cristã de Adultos (RICA) inspirou a temática da 55ª Assembleia Geral da CNBB

55a AG CNBB

Bispos romeiros fazem a experiência de peregrinos em Aparecida (SP)

55a AG CNBB


27/11/2012

O Ano da Fé



De 11 de outubro de 2012 a 24 de novembro de 2013, celebraremos o Ano da Fé. Não uma fé qualquer: a fé dos cristãos católicos. Podemos nos perguntar se isso é viável, sendo a fé algo estritamente pessoal e impossível de se medir. Sem dúvida, mas a fé verdadeira não consegue ficar escondida. Ela se revela através das atitudes e das escolhas das pessoas, além de ser partilhada com aqueles que a professam e a celebram em comunhão e unidade fraternas. Com efeito, cremos pessoalmente, mas também em conjunto, porque o conteúdo da fé não é o resultado de escolhas individuais, mas de algo que nos é transmitido, ensinado e testemunhado por aqueles que já acreditaram antes de nós. As pessoas podem ou não abraçar a fé, mas nunca inventá-la.

A motivação que explica o Ano da Fé é a celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II, iniciado, justamente, no dia 11 de outubro de 1962. Pela primeira vez, na história milenar da Igreja Católica, naqueles anos,  reuniram-se cerca de 2.500 bispos de todos os continentes e debateram os rumos a serem tomados pela própria Igreja diante dos desafios da sociedade moderna. Corajosamente eles deram grandes passos para fazer com que a Igreja continuasse capaz de realizar a sua missão evangelizadora, sendo fiel à sua Tradição e, ao mesmo tempo, aberta aos homens contemporâneos.

 

 Entre as “novidades” do Concílio, podemos lembrar o maior aproveitamento e a maior difusão da Palavra de Deus; as línguas locais foram introduzidas na Liturgia, substituindo o latim, e a Igreja decidiu colocar-se em diálogo com toda a humanidade. Declarou-se solidária com os sofredores, partilhando as novas problemáticas, mas também valorizando as conquistas de liberdade e de democracia, na busca da uma paz e de uma justiça mundiais mais respeitosas com a vida e com a dignidade de todos.

Muitas mudanças aconteceram na Igreja, muitos caminhos novos foram abertos e outros,  mais antigos, foram recuperados e atualizados. A Igreja católica tomou consciência de não poder mais caminhar ao lado da história humana, mas que os cristãos eram chamados, pelo Espírito Santo, a mergulhar nela como o fermento que, na medida certa, consegue fermentar toda a massa (cf. Mt 13,33).

O Ano da Fé será uma excelente ocasião para retomar aqueles caminhos, avaliar até onde foram percorridos e como estão o entusiasmo e a coragem que caracterizaram aqueles anos. A caminhada continua, agora, no novo milênio adentro, sempre avançando, sem medo, para águas mais profundas (cf. Lc 5,4).

A abertura do Ano da Fé, em nossa Diocese, ocorrerá no dia 11 de outubro, em todas as paróquias, sendo que para as paróquias de Macapá haverá uma Missa na Catedral São José às 19 horas.


Rua Manoel Eudóxio, 5007 -
Santa Rita
Macapá - Amapá

Fone :(96) 3224-3051
CEP: 68.900-000